Workshop debate direitos dos bancários e reforma trabalhista

Dirigentes e assessores jurídicos de diversos sindicatos de bancários da Bahia participaram nesta quinta e sexta-feira (18 e 19/10), em Salvador, de um Workshop sobre a reforma trabalhista. O evento foi organizado pelo escritório Melo e Isaac Advogados em parceira com a Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe.

O posicionamento do Tribunal Superior do Trabalho em relação aos direitos dos bancários, a importância do acompanhamento processual no Tribunal Regional do Trabalho e as principais mudanças de entendimento jurisprudencial firmadas pelo regional após a reforma trabalhista foram alguns temas em debate no encontro, que contou com a participação de representantes dos sindicatos de bancários da Bahia, Feira, Camaçari, Jacobina, Irecê, Itabuna, Jequié e do Extremo Sul da Bahia, além de diretores da Feebbase.

workshop claudevir neto e augusto site 3473d

Em meio a um cenário em que o trabalhador tem deixado de buscar os seus direitos por conta de medias que legitimam a supremacia patronal, faz-se necessário o fortalecimento das categorias, como afirma Tatiana Rossine Oliveira, sócia do Melo e Isaac Advogados e advogada da Feebbase sobre o workhoop. “Entendemos que a realização deste evento é de fundamental importância, neste momento político, marcado pelo desmonte do estado democrático de direito, associado a grandes ataques à CLT e à Constituição Federal, advindos da intitulada Reforma Trabalhista, com a consequente precarização da mão de obra. É preciso abrir um espaço para discussão de medidas a serem tomadas de maneira imediata e emergencial em defesa da categoria bancária. O papel das assessorias jurídicas neste momento é crucial”, ressalta.

whorkshopp Neto 2 e869c

A relevância do evento é destacada também pelo presidente da Feebbase, Hermelino Neto, que falou na manhã desta sexta-feira (19), junto com a professora e doutoranda em direito Renata Queiroz Dutra, sobre a reorganização sindical pós reforma trabalhista, debatendo questões como a retirada da homologação nos sindicatos, mudanças na jornada de trabalho e aproximação dos trabalhadores com o movimento sindical. “Esse evento é destinando aos advogados que assistem aos sindicatos, aos dirigentes sindicais e tem caráter organizativo”, acrescenta Neto.

Para o diretor Jurídico da Feebbase, Claudevir Moraes Filho, o evento cumpriu o papel de levar informações para os sindicatos sobre as mudanças no andamento das ações com a nova legislação trabalhista e a importância do acompanhamento dos processos em todas as instâncias do Judiciário, para evitar o risco de prejuízo para os trabalhadores.

 Por Rafael Santos