Wagner Moura detona a portaria do trabalho escravo de Michel Temer. Assista!

O ator Wagner Moura detona pelo YouTube a portaria 1129/2017 do presidente ilegítimo Michel Temer que modifica a definição de trabalho escravo no Brasil. “É gravíssima a situação”, diz Moura.“O governo Temer, através do Ministério do Trabalho, baixou uma portaria absurda, surreal”, complementa.

A situação é tão grave que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) manifestou preocupação com essas mudanças feitas para angariar apoio da bancada ruralista no Congresso Nacional e manter apoio ao projeto de retrocessos desse governo.

Com essa medida, “o Brasil deixa de ser referência no combate à escravidão que estava sendo na comunidade internacional”, diz Antônio Rosa, coordenador do Programa de Combate ao Trabalho Escravo da OIT, no Brasil.

A portaria de Temer estabelece a necessidade de cerceamento de liberdade para caracteriza a escravidão. “Tira condição degradante e jornada exaustiva” da definição, reforça Moura.

Veja como Wagner Moura detona a portaria do trabalho escravo

“Com essa proposta o governo golpista extrapolou todos os limites do bom senso e nos chama às ruas para barrar esse absurdo inpensável em pleno século 21”, afirma Vânia Marques Pinto, secretária de Políticas Sociais da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Para ela, “esse projeto é tão nocivo à vida humana que nem os juízes do trabalho aceitam aplicar essa portaria e os fiscais prometem refeutá-la na prática”. Já o ator baiano afirma que “tínhamos uma definição de trabalho escravo das mais modernas do mundo”. E agora retrocesso secular.

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

Leia mais

“Só temos a comemorar”, diz ministro Blairo Maggi sobre portaria do trabalho escravo

Juízes do Trabalho repudiam mudanças no combate ao trabalho escravo