Reunião sem avanços com a Fenaban

O Comando Nacional dos Bancários se reuniu com representantes da Fenaban na tarde desta terça-feira (8/8), em São Paulo, para dar seguimento às negociações sobre as cláusulas 37 (monitoramento de resultados), 62 (centros de realocação e requalificação profissional) e 65 (adiantamento emergencial de salários em período transitórios de afastamento por doença).

No encontro, o Comando apresentou uma proposta de Termo de Compromisso, no qual os bancos se comprometeriam a não implementar as mudanças da Reforma Trabalhista sem negociação prévia com as entidades sindicais. A Fenaban ficou de discutir o assunto e marcou uma nova rodada de negociação para o próximo dia 24 de agosto, quando dará uma resposta sobre o Termo de compromisso. 

A representação dos trabalhadores propôs também um calendário para a discussão das mesas temáticas de saúde, prevenção de conflitos, segurança bancária e igualdade de oportunidades. Os patrões mantiveram as reuniões de setembro, mas não anteciparam os demais encontros. 

O presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Emanoel Souza,  avaliou que a reunião não apresentou avanços. “A sinalização da Fenaban é ruim, pois pretendíamos avançar em vários pontos  que estão em discussão nas mesas temáticas. Agora é intensificar a mobilização e organizar a resistência aos ataques que vem por aí a partir da reforma trabalhista”, ressaltou.

Com informações da Federação